serginho futebol racismo deixar o gramado preconceito

Deixar o campo é uma forma efetiva de combater o racismo no futebol?

A vida de Raheem Sterling é cheia de acontecimentos precoces. Quando tinha apenas dois anos de idade, perdeu seu pai, assassinado com uma arma de fogo. Aos seis, foi levado por sua mãe da Jamaica, onde nasceu, para Londres, uma decisão que mudaria sua história para sempre. Com dez, começou a jogar nas categorias de base do Queens Park Rangers e, aos quinze, foi vendido … Continuar lendo Deixar o campo é uma forma efetiva de combater o racismo no futebol?